Nossas experiências com o Festival de Criatividade da Pixel Show

Nós do Fazimento Estúdio conhecemos o Festival de Criatividade da Pixel Show em 2017 e de lá para cá já fomos três vezes nesse evento, no post de hoje vamos contar nossas experiências e descobertas.

Descobrindo a Pixel Show

A Pixel é um evento realizado pela Zupi uma editora\empresa de eventos com foco em design, arte, street art (arte de rua), arquitetura, food design, ilustração e outros campos criativos. Dessa forma, a Pixel Show é o um dos mais importantes eventos de criatividade e design no país, sendo destaque como o principal evento de criatividade da América Latina.

O festival acontece normalmente em São Paulo e nas última edições mais especificamente no PRO MAGNO Centro de Eventos no bairro de Jardins Laranjeiras.

Para mais informações e datas dos próximos eventos e produtos: https://pixelshow.co/

anarquiaoficial

Nossas descobertas de artistas

Através das palestras que assistimos nós conhecemos novos artistas e profissionais além de ver aqueles que já acompanhávamos mais de perto. Dessa forma, vamos enumerar algumas dos nossos principais achados.


Salsa

O pessoal do Salsa foi uma das nossas primeiras grande surpresas que conhecemos em 2017. O projeto é feito pelos artistas Diego Santana e Guto Azevedo, com um foco em direção e criação de vídeos publicitários, clipes e vídeos artísticos. Dessa maneira, eles contam com grandes trabalhos que vocês podem conhecer no Vimeo da Salsa.

Nós nos inspiramos muito na linguagem dessa dupla e na capacidade criativa. Dessa forma, foi de grande alegria conhecer esse profissionais incríveis que nos serve de exemplo até hoje.

Essa entrevista é muito legal também e vale a pena ver para descobrir um pouco mais sobre essa dupla.


Vapor 324

Esse projeto do pessoal do Vapor também foi um dos primeiros a nos chamar a atenção na Pixel Show, eles atuam de forma criativa nas áreas de arquitetura, arte, tecnologia e filmes. Além disso, nos chamou muita atenção trabalhos deles de intervenção. Por exemplo, o trabalho deles como o BOROROI nos chamou atenção, vejam no vídeo abaixo, uma interação que eles apresentaram na palestra.

Da mesma forma, outro trabalho que nos chamou muita atenção foi essa experiência audiovisual que estava em exposição na Pixel, esses blocos iluminados em ritmo com o som chamaram bastante atenção.

Se você como nós achou super interessante o trabalho deles acompanhem eles nas redes sociais e descubram esse trabalho incrível feito pelo Vapor 234.


Fabio Biofa

O Fabio foi um dos artistas que conhecemos em 2018 no Pixel Show Pocket do meio de ano feito no EBAC em São Paulo (Nesse ano teve um pequeno evento menor da Pixel com palestras e nós estivemos por lá).

Nós ficamos bem atraídos pelo trabalho do Fabio Biofa, com um linguagem única e fotografias criativas. Dessa forma, nós fomos apresentados a um outro olhar sobre a vida e ficamos bem atraídos pela forma apresentada por esse incrível artista que merece muito a sua atenção.


Térreo Estúdio

O pessoal do Térreo Estúdio foi outro grande descobrimento nosso através da Pixel, um projeto extremamente criativo e delicado através do stop motion.

Além disso, com foco em trabalhos diversos da área criativa, o Térreo nos apresentou alguns de seus trabalhos e como realizam seus métodos de trabalhos.

Nosso objetivo é levar ao público imagens e histórias emocionantes, unindo criatividade, arte e técnica. Ao aliar técnicas artesanais às novas tecnologias de produção, oferecemos agilidade e versatilidade com qualidade impactante, numa constante pesquisa de linguagens e estilos.

Térreo Estúdio

Portanto, para aqueles que se encantam com a beleza e desafios de criações em stop motion descubram mais sobre esses profissionais incríveis que trazem um olhar e uma habilidade cativante. Térreo Estúdio.


Catarina Gushiken

Essa grande artista foi mais uma que encontramos no Pixel Show Pocket de 2018 e tivemos muita alegria de descobrir um pouco da sua história e arte.

Catarina Gushiken no falou na palestra um pouco de suas descobertas e de como o seu autoconhecimento levou a experimentar artes novas. Além disso, ela nos falou um pouco sobre sua família e como isso era importante para desenvolver suas motivações na criação de sua arte.

Com lindas pinturas e com sua experiência em pinturas corporais ficamos encantados com sua delicadeza e profundidade em inspirar a todos. Em suma, essa é com certeza uma artista realmente incrível que surpreendeu a todos com seu talento e olhar. Portanto, vale muito conhecer ela e se inspirar também com Catarina Gushiken.


Estúdio Pum

Vamos falar agora do Estúdio Pum, um projeto criativo de design que nos serviu de grande inspiração e aprendizado. Dessa forma, com projetos inventivos com foco em produtos publicitários o estúdio coleciona grande portfólio e clientes. Além disso, outra coisa que nos chamou a atenção foi a paixão pela criação e como isso ajuda na criação de campanhas e trabalhos incríveis.

Por exemplo, alguns dos trabalhos que conhecemos na ótima palestra que assistimos no EBAC.

Dessa forma, nós nos inspiramos todos os dias no pessoal do Estúdio Pum, além de buscarmos com referência em todos os sentidos. Portanto se você como nós ama design e quer descobrir essa galera boa sigam eles nas redes sociais e se apaixonem também. Estúdio Pum


Nossas impressões sobre o evento

Vale a pena?

Para nós valeu muito a pena ir nesses eventos só pela oportunidade de conhecer esses artistas que enumeramos acima, além de conhecer outra dezenas de profissionais. Além disso, o evento tem muitos atrativos tais como uma feira de exposição para profissionais criativos diversos. Apesar de ser um evento que ocorre em outro Estado (somos de Niterói, Rio de Janeiro) valeu cada esforço e distância percorrida para receber esse banho de inspiração e novidades.

A feira da Pixel Show está claramente em crescimento, cada ano as coisas estão maiores e com mais opções e isso é algo muito bom mas também algo bem desafiador. Resumindo, a Pixel está naquela fase de se adaptar para conseguir organizar e controlar a grande quantidade de público que atrai. Não enfrentamos muitas filas para as palestras, mas existe filas e as vezes não conseguimos ver todos os profissionais e isso é algo a se observar, a energia do público tem que ser forte para aproveitar o máximo possível.

Dicas para aqueles que vão no evento

Algumas dicas que podemos dar é em relação ao local que ficar e como achamos a melhor forma de ir no evento nos anos de 2017 e 2018.

O Hostel que ficamos é um dos mais baratos que encontramos, com pouquíssimo luxo e bem bem simples mas funcional. Dessa forma, nós ficamos no Hostel da Dona Lu no bairro da Santa Cecília, escolhemos esse local por ficar a 1minuto andando da estação de metrô.

Certamente, para nós a melhor formar de ir para o evento para nós foi o de pegar o metrô até a estação da Jabaquara e de lá caminhar uns 5 minutos para pegar as vans do próprio evento que levam e trazem de volta o público.

Última dica que aproveitamos em São Paulo

Comemos em um restaurante temático super bacana do filmes do Quentin Tarantino, com uma arte bem estilosa o restaurante é bem legal e com hambúrgueres deliciosos. Conheçam se puderem o Big Kahuna Burger.

lovattoilustrador

Share Post :

More Posts

Deixe um comentário

error: Conteúdo protegido!